Hipnose: O que é e como pode melhorar a vida das pessoas?

Durante a 5ª edição da Mystic Fair RJ, que aconteceu nos dias 14 e 15 de maio, no Clube Monte Líbano, Antonio Carlos Andrade, professor, hipnólogo, hipnoterapeuta, presidente do Instituto Mais Hipnose e membro do IBH – Instituto Brasileiro de Hipnose, Educação e Psicologia, ministrou a palestra intitulada “Como a hipnose pode melhorar a sua vida”. Durante o evento, ele falou sobre como a técnica pode ser útil na qualidade de vida das pessoas, por meio de conhecimento teórico e aplicou algumas práticas de hipnose no público.

A nossa equipe conversou com Andrade para saber mais sobre a polêmica técnica e ele esclarece, em entrevista, dúvidas e mitos sobre o assunto.

O que é hipnose?

A hipnose nada tem a ver com perda de consciência, perda de memória e muito menos com o sono. A hipnose é um estado de atenção extrema, onde são desligados os estímulos externos, e o cérebro pode ser induzido de forma a ajudar no tratamento de três tipos de problemas: alívio da dor, comportamentos indesejáveis e doenças psicossomáticas.

Quando estamos assistindo um filme ou programa televisivo que realmente gostamos, temos a capacidade de rir, chorar, ficar alegre ou até mesmo com raiva, além de aumento da freqüência cardíaca em determinados trechos, mas o que isso tem a ver com a hipnose?

Segundo Antonio, a hipnose acontece na vida das pessoas todos os dias sem que elas percebam. “Nesses momentos, em que nossa atenção está focalizada nas cenas do filme, respondendo e esses estímulos por meio da nossa imaginação e de experiências passadas, estamos hipnotizados”, reflete Antonio.

Podemos conceituar a hipnose como estado alterado de consciência, em que a pessoa hipnotizada não está dormindo, e sim, em concentração profunda e a memória ampliada e focada com mais precisão. “Ao contrário do que se pensa, há muita atividade em todo o córtex cerebral durante a hipnose, que é um estado diferenciado de consciência, alterado em comparação com os estados ordinários de vigília e de sono, com elevada receptividade à sugestão por parte da pessoa que nele ingressa, por si mesma ou com intervenção de outra pessoa”, explica o hipnólogo.

Como funciona?

Na hipnose a pessoa fica consciente, mas o cérebro, temporariamente, suprime as tentativas de confirmar as informações vindas dos sentidos. “É como um jogador de futebol quando sofre uma pancada forte na perna durante uma final de campeonato, mas continua jogando, só sentindo a dor depois do término da partida”, explica ele.

Quais as principais vantagens?

• Atua na melhora da auto-estima e motivação pessoal;
• Eliminação de hábitos nocivos à saúde;
• Melhora a comunicação e o rendimento profissional;
• Auxilia na solução de transtornos de alimentação e emagrecimento;
• Reduz o estresse e a ansiedade;
• Estimula as capacidades criativas de aprendizagem;
• Promove o controle ou insensibilidade da dor;
• Melhora a efetividade do sistema imunológico;
• Auxilia no tratamento de alcoolismo, fumo, fobias e complexos;
• Melhora a qualidade do sono;

Quando falamos em hipnose, as pessoas, em sua maioria, pensam logo em algo mágico ou perigoso. Andrade explica que as pessoas têm um conceito sobre hipnose que não corresponde à realidade. “Muitos pensam que ficar hipnotizado é estar inconscientemente fora de si. Na verdade, a hipnose é uma dissociação consciente/inconsciente onde a consciência está presente, e é desejável que esteja para participar no processo de solução do problema”.

Andrade ainda explica que a hipnose é um meio e afirma que não substitui a psicoterapia, nem o tratamento psiquiátrico, mas auxilia de forma a acelerar o processo, proporcionando em muitos casos excelentes resultados.

Conheça mais sobre o trabalho de Antonio em seu perfil no Guia de Terapeutas clicando AQUI.

 

1 comentado
  1. Amber Lisboa
    Amber Lisboa
    junho 26, 2016 em 4:38 pm

    Eita, nunca tinha imaginado isso. Valeu por compartilhar 🙂

Deixe uma resposta